[PMH F.M.] História da PMH

Ir em baixo

[PMH F.M.] História da PMH

Mensagem por heytorpixel em 08.01.19 23:23

HISTÓRIA DA PMH FORÇAS MILITARES

A história a seguir é a versão mais completa de tudo o que aconteceu. Boa leitura!

Era final de primavera em 2010, quando um usuário registrado no HABBO HOTEL em 2009 toma partido em uma ideia diferente. PDFJ iniciou sua carreira no ramo policial em meados de outubro daquele ano. Todavia, em meio a tanta injustiça, dedicou-se a caminhar por caminhos bem mais difíceis em prol de tornar o HABBO um lugar mais justo, seguro e harmônico.
Em 15 de dezembro de 2010, eis que surge uma lenda no HABBO HOTEL. Uma polícia recém-criada e bem simples, com estrutura constituída por arranjos de cadeiras e mesas “Novato” nas portarias. Plantas conseguidas por pixel eram as “cancelas” de entrada que dividiam a sede em ambiente interno e externo. Dois dias depois, PDFJ decide trocar de conta. Na intenção de consolidar uma polícia mais sofisticada, ele investe em algumas mobílias diferentes e as une às “Novato”.
A princípio, dois “Sofás Club” foram adicionados à entrada, bem como um par de cabines de teleporte. Quatro divisórias pretas foram inseridas no setor de atendimento e dois sofás executivos incorporaram um ambiente que seria a sala de aula. O entusiasmo para realizar seus sonhos foi o que levou PDFJ a prosseguir com a PMH FORÇAS MILITARES®️.
Por ainda ser muito novo no ramo, PDFJ não estava imune aos golpistas do game. E assim, ele acabou sendo hackeado, perdendo o pouco que havia conquistado.
Insistente, em 21 de dezembro, PDFJ retorna à sua conta original e foca em dar continuidade à sua jornada. O luxo estava dispensado... E PDFJ arquiteta a sede da PMH novamente com mobílias novatas. Dessa vez, uma novidade: PUFFES NATALINOS foram incorporados ao setor de atendimento.
Pouco a pouco, a PMH formou estagiários que evoluíam e se tornavam ótimos superiores. Dentre esses últimos, seletos aqueles que alçaram voo e se tornaram figuras capazes de dirigir a empresa. Destaque deve ser dado a jogadores que marcaram a história e são glorificados até hoje, como: Habbovictor.01    ;  grafmal ;  4nr3d  ;   Bruna...BrunaSan  ; .::Porsche::.   ;   -Gryffindor-  e  Zugle.
Apesar dos desafios, a força e a dedicação eram incessantes e conduziram mudanças significativas. O destino da polícia foi marcado por longos 2 anos de um sucesso nunca antes visto. Com o grande avanço orquestrado em 2011, a PMH conquistou seu reconhecimento no ramo policial como uma das mais bem sucedidas e organizadas instituições policiais da época. Desse modo, tornou-se ganhadora de inúmeros prêmios pelo hotel.
O ano de 2012 contou ainda com uma aliança inusitada com o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), a primeira aliança da PMH, que posteriormente se desfez, por razões internas, ao fim do mandato do primeiro presidente.
Em 2012, a PMH começou a sofrer os impactos iniciais da famosa “Crise do Ramo Policial”. Findado o mandato bienal, PDFJ passa o controle da gestão para seu até então vice, Seujace.
O mandato de Seujace foi efêmero, mas foi marcado por mudanças significativas para a história da PMH. A primeira delas foi uma sede de estrutura inovadora, com portarias bastante diferenciadas e um sistema de alavancas eficiente e coordenado por um único superior. O período foi também marcado pela transição de cargos executivos para cargos militares. Estagiários a partir daí seriam Policiais, Agentes se tornaram cabos, generais viraram sargentos, os sócios deram lugar aos tenentes, os cargos de inspetor e inspetor-chefe foram mantidos, Professores se tornaram Instrutores. O advento do cargo de Marechal inspirou curiosidade a todos.
As mudanças nos cargos refletiram mudanças nos uniformes. Um novo padrão de estilos, cores e acessórios (como as boinas) foram instituídos. Nessa época estrelaram superiores brilhantes, com um amor imenso à PMH e um esforço tremendo que chegava a surpreender a todos ao seu redor. Eram nítidos aspectos como dedicação, lealdade e coerência nas ações que realizavam e serviços que prestavam para a polícia. Apesar dos esforços, a instabilidade no ramo era um fator que alternava bons e maus momentos. Logo Seujace teve de deixar a presidência nas mãos de seu antigo vice, Zugle.
A “Era Zugle”, como é conhecida a terceira gestão da PMH, foi marcada por dois momentos importantes, que somados duraram apenas 9 meses. O primeiro momento foi de profundas mudanças e inovações, que ergueram a PMH e fizeram relativo sucesso mesmo em meio ao caos que assolava o ramo policial. As diversas tentativas de reformar a sede e as alterar a composição da Diretoria levaram a um momento de ápice temporário, marcado por números razoáveis de policiais, superiores e visitantes em sede. O segundo momento, infelizmente, foi marcado por um colapso que levou a PMH ao fechamento, decretado pelo idealizador PDFJ.
Com quase três anos fechada, a PMH ressurgiria como Fênix nas mãos de Felipezhoy. O antigo superior da PMH solicitou formalmente a PDFJ para reabrir a Polícia, cujo nome e essência dos dias de glória ainda rondavam o hotel e o coração de muitos, como um fantasma nascido em 2013.
Em consenso com os demais fundadores, PDFJ decidiu conceder a Felipezhoy a honra de gerir a PMH, sob determinadas condições. Na data que representaria seu 6º aniversário (15/12/2016) a PMH foi reaberta.
O novo presidente reuniu antigos membros da PMH e novas pessoas para compor sua direção. Sua gestão teve pequenos picos alternados de fracasso e sucesso.
A gestão de Felipezhoy contava com um sistema inovador de rondas, missões e hiperextensão da hierarquia militar, estruturada em níveis operacional, tático e estratégico. Uma sede diferenciada pelo advento dos cubículos deixou bem interessante a coexistência de diversas atividades em sede sem comprometimento mútuo e mantendo os níveis de pessoas no quarto. Motivos pessoais levaram o quarto gestor da PMH a designar o quinto mandato da polícia a seu até então vice, Gui-1-0.
A gestão do quinto presidente foi marcada por uma continuidade ao que Felipezhoy havia proposto. Todavia, infelizmente, não obteve sucesso.
Foi então que o vice-presidente de Gui-1-0, ..:Rezende:.., tornou-se encarregado de contornar a situação em que a polícia ficou. Foi nessa gestão, a sexta, que a Polícia Metropolitana do Habbo perdeu o complemento “FORÇAS MILITARES” e sofreu severas mudanças. Os cargos militares foram reestruturados, enquanto a sede se tornou a mais diferente de todas. A Central de Relacionamento do Jogador (CERAD) e a presença de uma “Prisão” em sede fizeram parte da metamorfose da PMH na sexta gestão. Essa primeira era voltada à realização de denúncias. O foco central da nova gestão deixava de ser os alistamentos e passava a ser as atividades extra-sede.
O segundo momento da gestão de ..:Rezende::. estava pautado num retorno à configuração militar original da PMH, tanto em termos de sede, quando de foco. Em 7 de Julho de 2017, Felipezhoy retoma a gestão da PMH, uma vez que decicido e acordado. Não muito depois, a polícia foi fechada.
A PMH retorna, então, em Janeiro de 2019, aos 8 anos, sob a gestão de .::Th1ago::. , com uma promessa de reestabelecer a hegemonia da PMH no Habbo Hotel!
Atenciosamente,
Diretoria da PMH FORÇAS MILITARES

heytorpixel

Mensagens : 29
Data de inscrição : 28/02/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum